resumoexpdag_13681498600963.pdf (568.5 kB)
0/0

Análise preliminar da relação existente entre variáveis meteorológicas e casos de Pneumonia bacteriana em Maceió-AL.

Download (568.5 kB)
journal contribution
posted on 07.08.2017 by Dagmer Patrícia Miguel Cauende, Manuel Agostinho Victor António, Anacleto Marito Diogo, Dário Mário dos Santos, José Clênio Ferreira de Oliveiva

Este trabalho tem a finalidade de (através dos resultados das correlações encontradas entre a precipitação pluviométrica, temperatura, umidade relativa do ar, e o número de casos de pneumonia bacteriana ocorridos em Maceió-AL, em 2002) definir um estado de tempo meteorológico com maior influência sobre esta enfermidade. Os dados da doença foram fornecidos pela Secretaria Municipal de Saúde através do Sistema de Informações Ambulatorial (SIA) ─ Já os dados das variáveis meteorológicas (temperatura e umidade máxima, média e mínima, e precipitação pluviométrica total) foram coletados pelo banco de dados da Estação Meteorologica do Aeroporto Zumbi dos Palmares (ECAZP). Cálculos para coeficiente de Pearson (r) e Determinação (r²) foram realizados para avaliar a magnitude da correlação entre as variáveis meteorológicas e os casos de Pneumonia bacteriana. Por meio da análise de correlações estatísticas encontrou-se relação inversa com as temperaturas e diretas com a precipitação e as umidades. A associação das variáveis meteorológicas aos maiores percentuais do ncpb ocorreram nas seguintes magnitudes: 70% com os aumentos de chuva, 56% com a redução da temperatura máxima, e 43% com o aumento da umidade máxima. Esta investigação aponta para a afirmação de que, quanto mais chuvoso, mais úmido, e mais frio for o estado do tempo meteorológico em Maceió, AL, maior será sua nocividade para indivíduos portadores de pneumonia bacteriana e também em doenças respiratórias no geral, podendo até leva-los à morte, caso estejam internados nos hospitais em estado grave.

History

Licence

Exports

Logo branding

Categories

Licence

Exports